Arnaldo Madeira ataca proposta de CPI

O líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP), atacou a proposta de criação de uma CPI ampla, feita pelos partidos de oposição, para investigar denúncias de corrupção. Ele diz temer que a medida paralise o País e obstrua os trabalhos de investigação do Ministério Público, que já estão em fase avançada. "A CPI é um embuste político; um palco. É isso que se está procurando", criticou. Segundo o líder, o País tem instituições preparadas para realizar as investigações propostas no requerimento de instalação da CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.