Armínio: tem muita coisa que não está dando certo

É preciso reconhecer que tem muita coisa que não está dando certo na política econômica, afirmou nesta quinta-feira, 9, o ex-presidente do Banco Central (BC) Armínio Fraga, em debate na GloboNews. "Acredito que o modelo que temos hoje aqui fracassou. Ele está esticando a corda. A economia está com uma situação fiscal muito preocupante, perdeu transparência, o governo vem adotando critérios cada vez mais flexíveis de contabilidade. É um quadro que precisamos corrigir", afirmou Arminio.

VINICIUS NEDER, Estadão Conteúdo

09 de outubro de 2014 | 20h21

A economia mundial vem se recuperando, mas o Brasil é um dos países que crescem menos, afirmou Fraga. "Não é uma recuperação pujante, mas a economia mundial vem se recuperando. E nós, desses países que crescem de zero a 7%, estamos no zero. Então minha preocupação é que o Brasil tem que trabalhar para ficar acima da média", afirmou, lembrando que o Brasil é um país em desenvolvimento.

Armínio criticou ainda o uso dos bancos públicos pelo governo. "Bancos públicos têm o seu papel, mas sinto falta é de mais critério. Entendo um banco público fazendo programa emergencial, acho que isso é perfeito. Não entendo gastar dinheiro com Petrobras, grandes empresas privadas, com acesso ao mercado", afirmou o economista.

Segundo ele, a infraestrutura é uma barreira ao crescimento no Brasil e devia ser uma grande oportunidade, afirmou o ex-presidente do BC. "Muito dinheiro foi distribuído a preço subsidiado para empresas e tudo mais. O fato é que o investimento está caindo, esse é o fato concreto. Então acho que está precisando haver um modelo que gere juro mais baixo para todo mundo, não só para quem toma dinheiro no BNDES", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido mantegaarmínio fraga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.