Armazenamento de água continua crítico no Nordeste

Os feriados dos dias 15 e 16 de novembro não foram suficientes para melhorar o armazenamento de água na região Nordeste, que atingiu 7,37% da capacidade hoje. Este nível está 2,23 pontos porcentuais acima da curva-guia (limite mínimo), segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Como em 31 de outubro esta curva estava apenas 2 pontos acima da guia, o quadro geral continua grave, pois o armazenamento no último dia 11 estava em 7,65%.Uma das causas para a perda de água foi, além da pouca quantidade de chuva, a baixa economia de energia obtida na região. Até o dia 16 de novembro, que foi feriado na maioria dos Estados nordestinos por determinação da Câmara de Gestão da Crise de Energia (GCE), a economia de eletricidade somou apenas 13,6%, montante inferior ao economizado em outubro, que ficou em 13,9%. O quadro até ensaiou uma reversão, tendo chegado em 11 de novembro a uma economia de 14,11%. Mas já no dia 14, véspera do feriado, a economia acumulada baixou para 12,9%, e o resultado deste mês só não ficou pior porque nos dois dias de feriado a economia subiu um pouco, atingindo respectivamente de 15,1% e 15,9%. A meta de economia para o Nordeste é de 20%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.