Arlindo Porto é candidato à presidência do Senado

Na presença de 14 senadores do PFL, o senador Arlindo Porto (PTB-MG) formalizou, há pouco, sua candidatura à presidência do Senado e garantiu que terá votos de todos os partidos. "Minha plataforma é vencer a eleição, harmonizar a casa e agir com independência", afirmou o candidato da terceira via. Na avaliação dele, hoje nenhum candidato à sucessão do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) tem a vitória consolidada. "Temos tempo suficiente para buscar votos", disse. "Sou ousado, tenho coragem, um passado e consciência da responsabilidade", afirmou sobre o fato de ter aceito a candidatura de última hora. Ele relatou que a indicação dele já vinha sendo discutida com o PFL há dias e informou que tem o apoio já fechado do PPB no Senado. Somados aos votos do PFL e ao seu (ele é o único senador do seu partido no Senado), são 25 votos já garantidos. A seu lado, o presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), disse confiar na vitória do candidato da terceira via, e lançou um desafio: se o bloco de oposição não der 16 votos ao candidato Jefferson Péres (PDT-AM), isso significa que trabalhou como sublegenda do PMDB. Bornhausen assegurou que o PFL dará 21 votos e "mais do que isso" ao candidato da terceira via.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.