Arcebispo do RJ critica ataques ao Afeganistão

O arcebispo do Rio, dom Eusébio Oscar Scheid, criticou os Estados Unidos pelos bombardeios ao Afeganistão. Ele citou o filósofo inglês Thomas Hobbes, teórico do Absolutismo, no século XVIII, para condenar a reação americana aos atentados do último dia 11 de setembro. "Temos um terrorista que se esconde em cavernas e outro que ataca com bombas. Parece um lobo contra outro lobo", disse. "O pior terrorismo é a própria fábrica de armas."Para Scheid, o sistema em que se baseia a ordem mundial está errado. "Nós não podemos seguir uma ordem mundial que privilegia alguns em detrimento do sofrimento de outros", afirmou o arcebispo carioca, que participou ontem de um almoço com empresários na sede do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF), no centro. Scheid também criticou os políticos brasileiros e voltou a afirmar que pretende, na Arquidiocese do Rio, criar um curso de formação política, para futuros candidatos a cargos públicos."Vivemos uma das maiores crises políticas da nossa história. Minha idéia é que com a instituição do curso, possamos formar seres políticos íntegros, imune à corrupção, para que eles possam ser bem vistos, pelo menos, por suas próprias esposas", brincou. Foi a primeira vez que um arcebispo do Rio participou de um almoço com executivos do IBEF. Scheid afirmou que a Igreja e todas as suas pastorais estão abertas à doação e à participação dos empresários. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.