Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Arcebispo do Rio condena conflitos no Oriente Médio

Após celebrar a missa da Sexta-FeiraSanta, na Catedral Metropolitana, o arcebispo do Rio, domEusébio Scheid, condenou hoje os conflitos no Oriente Médio eafirmou qua a pobreza é uma das causas da violênciainternacional. "É sem comentários. Não dá para entender. São atos de vingança, atos de uma internacionalorganização de guerra, contra o que nós não temos palavra. Temospalavra de repúdio, sim, palavras de condenação. Mas comentáriosnão há", afirmou o religioso. A missa, que lembrou a paixão e amorte de Cristo, foi seguida pela procissão do Senhor Morto, quepercorreu as ruas do centro. "Ela (a pobreza) é uma das causas da violênciainternacional. A violência que existe entre as divisões declasses, que existe nas desigualdades culturais, raciais, assimpor diante", acrescentou Scheid. Para o arcebispo, a maisimportante reflexão que deve ser feita na Sexta-Feira Santa ésobre a "doação da vida de Cristo". "Um dos frutos da mortede Cristo deveria ter sido e deve ser a paz. A violência procedede corações em desordem e situações de desordem dramáticas, quelevam a situações mais dramáticas ainda. A pior violência é aque a pessoa traz dentro de si", disse. Diante do reduzido número de fiéis que compareceram àcerimônia, o arcebispo se mostrou compreensivo. "Não sei se ésempre só acomodação ou a lei do menor esforço. Não condenoninguém, tento entender. É claro que preferia que a catedralestivesse cheia." Apesar da maratona de cerimônias que estápresidindo, Scheid, de 68 anos, disse não estar cansado. "Nãome sinto cansado. Talvez o que vocês interpretam como cansaçoseja a emoção", afirmou. Porém, admitiu que celebrar longascerimônias no mesmo dia é cansativo. "Às vezes, o velho burro,como dizia São Francisco de Assis, paga o tributo com um poucode cansaço. Mas eu não gostaria de fazê-lo transparecer."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.