Apuradas fraudes em mais 14 municípios na compra de ambulâncias

A Controladoria Geral da União (CGU) identificou mais 14 municípios onde foram constatadas irregularidades relacionadas à compra de ambulâncias. Os problemas detectados foram, entre outros, direcionamento de licitação, simulação e fraudes nos processos, superfaturamento e falsificação de documentos. A CGU já havia divulgado na semana passada levantamento que identificou 60 áreas municipais nas quais haviam sido verificados problemas relacionados à aquisição de unidades móveis de saúde. Segundo a CGU, as novas irregularidades detectadas não indica necessariamente envolvimento com o mesmo esquema fraudulento de compra de ambulâncias revelado pela Operação Sanguessuga. No município de Caracaraí, Roraima, a prefeitura utilizou uma modalidade licitatória inadequada para compra de duas ambulâncias. A prefeitura recebeu do Ministério da Saúde R$ 120 mil para a compra das unidades móveis de saúde, onde a vencedora foi a empresa Planam, apontada pelo Ministério Público como chefe do esquema Sanguessuga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.