Apuração está em fase inicial, diz governo de SP sobre depoimento de Youssef

Governo do Estado admitiu que o doleiro foi ouvido em investigação sobre supostos pagamentos de propina a fiscais paulistas, mas não deu mais detalhes sobre o caso

Alexandre Hisayasu, O Estado de S. Paulo

25 de junho de 2015 | 05h00

São Paulo - O Governo de São Paulo, por meio de nota, confirmou que o doleiro Alberto Youssef foi ouvido por promotores criminais e pela Corregedoria-Geral da Administração em uma diligência em conjunto, nesta quarta, na carceragem da Polícia Federal no Paraná. Informou também que a investigação ainda está em fase inicial e que as informações são sigilosas. Os promotores do Gedec não quiseram dar entrevista.

A fabricante de pneus Pirelli, por meio de assessoria de imprensa, informou que a Pirelli Cabos Elétricos citada por Youssef nos depoimentos foi sucedida pela empresa Prysmian Cabos e Sistemas, com sede em Santo André, no ABC Paulista. Não há nenhuma relação da investigação com a Pirelli Pneus. A reportagem procurou a Prysmian ontem à tarde, por telefone, mas nenhum representante foi localizado para comentar o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.