Aprovação do governo Lula sobe de 51% para 55%

A aprovação do governo Lula subiu para 55% dos entrevistados em pesquisa CNI/Ibope realizada entre os dias 9 e 14 deste mês de setembro, contra 51% dos ouvidos em pesquisa feita em junho. A pesquisa foi feita com 2.002 pessoas, residentes em 140 municípios. A desaprovação do governo caiu, para 36% contra 42% que desaprovavam em junho.Na pesquisa divulgada hoje, 38% dos entrevistados avaliam o governo do PT como "ótimo/bom" (contra 29% em junho); 19% dos ouvidos acham o governo "ruim/péssimo" (26% em junho). Segundo a sondagem, 40% dos entrevistados consideram o governo como "regular". Em junho, 42% tinham esta avaliação.A pesquisa mostrou ainda que aumentou a confiança no presidente. 58% disseram confiar em Lula, contra 54% que manifestaram confiança na pesquisa anterior. A taxa dos que não confiam caiu entre uma pesquisa e outra: era de 43% em junho e foi reduzida para 37% dos entrevistados agora.A pesquisa mostra que os brasileiros consideram que as ações do governo têm os melhores resultados no combate à fome e à pobreza e os piores na redução do desemprego. Dos 2.002 entrevistados, 36% apontaram as ações do governo no combate à fome e à pobreza como as de melhor resultado (em junho, esse item foi apontado por 34% como o de melhor resultado). As ações para reduzir o desemprego foram as consideradas como as de piores, apontadas por 30% dos entrevistados (em junho, eram 41%). Na pesquisa, tinham sido listadas 16 ações do governo. A questão do desemprego continua sendo apontada como o pior problema em todas as pesquisas feitas desde setembro de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.