Aprovação do governo Lula atinge recorde

A aprovação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva atingiu em maio taxa recorde 76,1%, segundo pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Também a aprovação pessoal ao presidente Lula está em alta, chegando a 83,7% em maio, o segundo maior nível da série histórica, perdendo apenas para os 84,0% registrados em janeiro de 2009.

LEONARDO GOY, Agência Estado

17 Maio 2010 | 14h03

A popularidade do presidente Lula foi o principal fator que fez com que a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aparecesse nesta mesma pesquisa pela primeira vez à frente do pré-candidato do PSDB, José Serra, tanto em uma lista de primeiro turno, quanto de segundo turno.

O levantamento foi feito junto a 2 mil eleitores entre os dias 10 e 14 de maio. Assim, pelo menos em um dia - a sexta-feira da semana passada - os entrevistados possivelmente já teriam assistido ao programa político do PT veiculado na quinta-feira. Mas, para o coordenador do Sensus, Ricardo

Guedes, o efeito no levantamento não foi relevante.

Segundo a pesquisa, o poder de transferência de voto de Lula aumentou e é maior do que o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também cresceu. Em novembro de 2009, 20,1% dos entrevistados diziam que só votariam em alguém apoiado por Lula. Esse porcentual subiu para 27,1%

este mês. Já o porcentual daqueles que somente votariam alguém indicado por Fernando Henrique Cardoso passou de 3% em novembro para 5,7% em maio.

Mais conteúdo sobre:
eleição pesquisa CNT Sensus Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.