Aprovação de Lula cai 5,7 pontos, mostra CNT-Sensus

A pesquisa CNT/Sensus sobre a popularidade do governo, divulgada hoje pala Confederação Nacional do Transporte (CNT), confirmou a queda da aprovação do governo e do presidente Lula, já apontada sexta-feira, na pesquisa CNI/Ibope. Segundo o levantamento do Instituto Sensus, realizado de 24 a 26 de março entre 2.000 entrevistados em 195 municípios de 24 Estados, a aprovação do governo caiu de 39,9% em fevereiro para 34,6% em março (-5,3 pontos) e a de Lula, de 65,3% para 59,6% (-5,7 pontos). A avaliação negativa do governo subiu 4,3 pontos, de 15,1% em fevereiro para 19,4% em março, enquanto a desaprovação ao presidente aumentou 6,3 pontos, de 24,2% para 30,5%. Ao longo do governo, a aprovação da administração federal caiu 22 pontos porcentuais, pois era de 56,6% em janeiro de 2003. No primeiro trimeste de 2004, a queda foi de 6,4 pontos, de 41% em dezembro para os atuais 34,6%. Já a aprovação pessoal de Lula caiu 24 pontos desde sua posse, quando estava em 83,6%, e apenas no primeiro trimestte de 2004 a queda chegou a 10,3 pontos porcentuais, de 69,9% em dezembro para os atuais para 59,6%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.