Aprovação a Lula sobe a 80,3% e bate novo recorde

Segundo CNT/Sensus, avaliação positiva do governo também foi recorde; 83,5% dizem ter conhecimento da crise

Leonardo Goy, da Agência Estado,

15 de dezembro de 2008 | 11h35

A avaliação positiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu a 80,3% em dezembro e bateu novo recorde, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira, 15. Em setembro, a aprovação pessoal do presidente estava em 77,7%. A aprovação ao governo do presidente também atingiu porcentuais recordes e chegou a 71,1%, ante 68,8% em setembro.   Veja também:  Gráfico e números da pesquisa CNT/Sensus   Serra sobe e lidera em pesquisa para 2010; Dilma está em 3º  83,5% têm conhecimento da crise, diz pesquisa CNT/Sensus   O desempenho é o melhor desde 1998, quando o instituto começou a fazer a pesquisa para a CNT. Em relação à percepção sobre o desempenho pessoal de Lula, a pesquisa mostra um avanço na aprovação, de um nível de 77,7%, em setembro, para 80,3% neste mês. Este é o segundo maior índice da série histórica, ficando atrás apenas do nível de 83,6% obtido pelo próprio Lula em janeiro de 2003.   Os altos patamares de avaliação positiva se confirmam, segundo levantamento, apesar da crise que dá sinais no Brasil. De acordo com a CNT/Sensus, 83,5% têm conhecimento da crise econômica global e 28,7% afirmaram que já foram atingidos por ela. A maioria dos entrevistados acha que Brasil será atingido pela turbulência global: 33,4% dizem que País não está preparado, e 31,6% discordam. Ainda segundo a sondagem, o Brasil sairá fortalecido da crise.     A avaliação negativa do governo passou para 6,4% em dezembro ante 6,8% em setembro. A avaliação do governo Lula era regular para 21,6% dos entrevistados, ante 23,2% em setembro. A desaprovação pessoal do presidente Lula caiu de 16,6% em setembro para 15,2% em dezembro.   A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 8 e 12 deste mês com 2.000 entrevistados em 136 municípios. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos porcentuais.   (Com Reuters)  

Tudo o que sabemos sobre:
LulaCNT/Sensus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.