Apreensão de drogas nas fronteiras chega a 11 toneladas em junho

Segundo o ministro da Justiça, o volume de droga confiscada é superior ao do mesmo período de 2010. Além de drogas, foi apreendido na Operação Sintinela aparelhos eletrônicos e cigarros

Efe,

12 de julho de 2011 | 01h45

SÃO PAULO - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou na segunda-feira, 11, que, no mês de junho, a polícia apreendeu 11 toneladas de cocaína e maconha, 283,7 mil aparelhos eletrônicos e 358 mil pacotes de cigarros na Operação Sentinela, lançada para combater o tráfico nas fronteiras do País.

 

De acordo com a Agência Brasil, Cardozo explicou que o volume de droga confiscada é superior ao do mesmo período do ano passado. A polícia apreendeu 527,38 quilos de cocaína, 233 vezes a mais que em junho de 2010.

 

Já a quantidade de maconha chegou a 10,5 toneladas, 64% a mais que a quantidade apreendida em junho do ano passado.

 

Segundo o Ministério da Justiça, as operações de inteligência realizadas em cooperação com as Polícias do Peru e do Paraguai deram como resultado a destruição de 1,5 mil hectares de plantações de coca e maconha nesses países.

 

"A nova estratégia tem foco na inteligência e no trabalho integrado dos agentes de segurança pública do Brasil e dos países vizinhos", disse Cardozo em comunicado. "Melhoramos significativamente, mas há muito que fazer. A guerra não está ganha", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.