Após votar, Lewandowski é insultado por eleitores em São Paulo

Ministro é revisor do processo do mensalão; imprensa foi impedida de acompanhar a votação

Lílian Cunha - O Estado de S.Paulo,

28 de outubro de 2012 | 14h21

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e revisor do processo do Mensalão, Ricardo Lewandowski, foi insultado por eleitores e um mesário na saída do Colégio Mario de Andrade, no Brooklin, onde ele votou por volta das 12h deste domingo, 28. Lewandowski é revisor do processo do mensalão, atualmente em julgamento no STF.

Enquanto o revisor dava entrevista, uma eleitora se aproximou e disse: “Que nojo!”, em seguida ela saiu do colégio. “Na verdade, sou cumprimentado nos lugares onde vou”, disse Lewandowski. Sobre a manifestação da eleitora, ele disse que ela deveria estar se referindo a alguma coisa na calçada do colégio.

Ao deixar o local, um mesário exclamou: “Mande lembranças para o Zé Dirceu”, referindo-se ao ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que foi absolvido por ele no julgamento. Em seguida, o assessor de Lewandowski procurou saber quem era o manifestante, mas o mesário não conversou com ele.

Imprensa. A imprensa foi impedida de acompanhar a votação do ministro, por ordem do juiz eleitoral Alexandre David Malfatti. Sem dar explicações sobre o motivo da proibição, o juiz limitou-se a dizer que se tratava de uma decisão pessoal. Depois de votar, no entanto, Lewandowski falou com os repórteres.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.