Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Após ver Bush, Lula terá encontro com o chefe do FMI

O Itamaraty agendou de última hora encontros do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com dirigentes das três principais organizações financeiras multilaterais para logo depois do encontro com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, nesta sexta-feira.O primeiro desses novos encontros será com o diretor-gerente do FMI, Horst Köller, na residência do embaixador brasileiro, Rubens Barbosa. Em seguida, Lula receberá o presidente do Banco Mundial, James Wolfenshon, e depois o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Enrique Iglesias. Entre essas duas audiências Lula terá um encontro que já estava agendado: com o sindicalista John Sweeney, presidente da Americana Federation of Labor-Congress of Industrial Organization (AFL-CIO), entidade que vem se manifestando contra a Alca.A viagem do presidente terá um caráter político e outro técnico, informou o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, em Assunção, onde participou da reunião de Cúpula do Mercosul. O chanceler disse que também viajarão 10 ministros, que terão encontros com vários secretários de Estado do governo norte-americano. A comitiva brasileira embarca de volta na própria sexta-feira à noite.Segundo o ministro, provavelmente será divulgado um comunicado conjunto entre Lula e Bush que vai "sublinhar os pontos fortes do contato entre duas democracias importantes e países que têm uma inserção não só regional mas global".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.