Após vaias no casamento de filha de Dilma, Lula chega à África

Presidente assinará alguns acordos com o presidente de Gana; ministra caso sua única filha na sexta

Tânia Monteiro, de O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2008 | 08h14

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou neste sábado, 19,  a Acra, capital de Gana, na África, onde participará de uma conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) para o comércio e desenvolvimento (Untad). Lula foi recebido no aeroporto Kotoka pelo presidente da República de Gana, John Kufour, e chegou acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins. A chegada de Lula estava prevista para o meio-dia, mas foi antecipada porque ele saiu mais cedo do  casamento da filha única da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff,  em Porto Alegre, na noite de sexta-feira.   Ao desembarcar em Acra, Lula passou em revista as tropas, ouviu os hinos dos dois países e assistiu show de dança típica. O presidente irá para a casa de hóspedes e logo depois, segue para o Palácio do governo, onde terá uma reunião com o presidente de Gana. Eles assinarão alguns atos.   Lula chegou às 20h30 à igreja São José, na região central de Porto Alegre. Ao passar pela entrada da igreja, Lula recebeu uma leve vaia. Ele estava acompanhado da esposa, Marisa Letícia, e do ministro da Fazenda, Guido Mantega.   Também estiveram presentes na igreja, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), a ministra Marta Suplicy (PT-SP),o ex-governador, Olívio Dutra (PT-RS), o governador, Roberto Requião e a senadora, Ideli Salvatti (PT-SC).   Questionada se a presença de tantos políticos seria uma forma de prestigiar Dilma, a senadora Ideli ressaltou que até a oposição, com seus ataques à ministra acabam prestigiando-a, pois a colocam em evidência. "Imagine nós, que somos seus amigos e estamos aqui para comemorar uma data tão especial", disse Ideli.   Roberto Requião, ao entrar na igreja, fez questão de declarar que esteve presente no casamento pois é amigo pessoal de Dilma.    

Tudo o que sabemos sobre:
VaiascasamentoLulaDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.