Após ser citado em carta, vice-presidente dos EUA convida Temer para visita oficial

Segundo a assessoria de imprensa do peemedebista, a embaixada americana sondou a vice-presidência sobre o assunto na semana passada e Temer aceitou o convite

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulo

23 de dezembro de 2015 | 17h28

Brasília - O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), foi convidado pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para uma visita de "caráter oficial" em Washington, capital daquele país. Segundo a assessoria de imprensa do peemedebista, a embaixada americana sondou a vice-presidência sobre o assunto na semana passada e Temer aceitou o convite.

O convite foi feito pouco mais de uma semana após Temer citar Biden na carta desabafo que enviou à presidente Dilma Rousseff. No texto que veio a público no último dia 7 de dezembro, o vice-presidente brasileiro reclamou que a petista se reuniu por duas horas, em janeiro, com o político americano, "com quem construí boa amizade", "sem convidar-me". 

A vista de Temer deve acontecer no próximo ano. O vice-presidente informou, por meio de sua assessoria, que, após aceitar o convite, sua ida aos Estados Unidos está sendo tratada agora entre o Itamaraty e a Embaixada americana. A expectativa é de que a visita ocorra ainda no primeiro semestre de 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.