Após reunião, oposição decide desobstruir pauta no Senado

Líderes concordaram em votar, mas não se comprometem com governo em relação ao mérito das MPs

Cida Fontes, de O Estado de S.Paulo

04 de março de 2008 | 16h33

Os líderes partidários do Senado decidiram nesta terça-feira, 4, com o presidente da Casa, Garibaldi Alves (PMDB-RN), votar ainda nesta tarde as três medidas provisórias que estão trancando a pauta, entre elas a que permite o consórcio de empresas estatais e privadas para executar empreendimentos em energia elétrica. A oposição concordou em não obstruir os trabalhos, mas não se comprometeu em votar com governo em relação ao mérito das medidas.  Garibaldi Alves confirmou para esta quarta às 19 horas a votação do Orçamento da União, em sessão do Congresso. Às 15 horas, haverá uma reunião dos líderes partidários com o presidente e o relator da Comissão Mista do Orçamento, senador José Maranhão (PMDB-PB).  Nessa reunião, eles irão esclarecer as dúvidas em relação ao anexo I, que define mais de R$ 500 milhões em emendas individuais em projetos nos estados. Essa é uma questão polêmica, depois da denúncia do PSDB de que houve manipulação e irregularidades na partilha desses recursos.

Tudo o que sabemos sobre:
Garibaldi Alves

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.