Após queda em pesquisa, Maluf ataca Marta e Serra

O candidato à Prefeitura de São Paulo, Paulo Maluf (PP), voltou hoje suas baterias contra os adversários Marta Suplicy (PT) e José Serra (PSDB) ao criticar a atuação de ambos na área da saúde. A estratégia do ex-prefeito foi adotada um dia após a divulgação da pesquisa Datafolha, na qual ele caiu de 19% nas intenções de voto para 16%. Além disso, o levamento demonstrou que a disputa está polarizada entre a petista, com 34%, e o tucano, com 30%, deixando Maluf fora do segundo turno.Ao criticar hoje a proposta da prefeita para a saúde. Ele afirmou que a área está "um lixo" e que a promessa de criação de 40 CEUs da Saúde, é um produto do publicitário da campanha petista, Duda Mendonça, que estaria maquiando "a falta de competência do PT" na gestão da saúde pública. "O ´milagroso´ Duda Mendonça escolheu a promessa dos CEUs para maquiar a falta de competência do PT na gestão da saúde pública. Faltam médicos, faltam enfermeiros, faltam dentistas, falta tudo. E eles prometem contratar, de uma vez só, em 40 CEUs, cerca de 300 profissionais por unidade. A população não é boba", disse Maluf, após participar hoje de evento com representantes da cultura nordestina no bairro da Saúde, zona sul de São Paulo. O candidato fez questão de afirmar que não estava criticando Duda Mendonça, mas elogiando o publicitário. "Ele é o melhor marqueteiro do mundo. A candidata (Marta) é que não é boa", explicou. Durante breve discurso ao público presente, além de afirmar que Marta não merecia uma segunda chance.Maluf também criticou a atuação de Serra, como ex-ministro da Saúde do governo Fernando Henrique. "Se tivesse sido um bom ministro, a saúde estaria boa. Mas não está em nenhum lugar do País", atacou. Também voltou a prometer o retorno do Plano de Atendimento à Saúde (PAS) e a eliminação das taxas de lixo, de luz e dos motoboys. Quanto ao debate dos candidatos à prefeito de São Paulo que será realizado amanhã à noite na TV Record, Maluf comentou que não irá mudar o comportamento em relação ao debate realizado no início do mês na TV Bandeirantes,, mesmo com as recentes quedas na s pesquisas eleitorais. "Vou para o segundo turno e, neste debate, vou mostrar somente que sou o mais preparado para ser prefeito de São Paulo", insistiu. Antes de fazer o discurso ao público presente (pouco mais de 100 pessoas), o candidato assistiu pela televisão à conquista da medalha de ouro pela seleção masculina de vôlei nas Olimpíadas de Atenas. Tensos, no começo, e bastante animados no ponto final da vitória, Maluf e seus correligionários fizeram muita festa após a conquista, por 3 sets a 1, contra a Itália. O ex-prefeito não deixou, no entanto, de aproveitar o momento para angariar votos. "A conquista é de um povo que confia até o final. Confio que a população de São Paulo vai escolher o bom prefeito", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.