Divulgação/ Polícia Militar
Divulgação/ Polícia Militar

Após protestos, MST libera rodovias de Minas Gerais

Fernão Dias teve o tráfego interrompido nos dois sentidos entre São Paulo e Belo Horizonte

Rene Moreira, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

11 de março de 2015 | 17h39

Um protesto de sem-terra interditou sete rodovias de Minas Gerais nesta quarta-feira, 11. Na Rodovia Fernão Dias (BR-381) os manifestantes, ligados ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), interditaram as duas pistas que ligam São Paulo a Belo Horizonte, no trecho localizado em Santo Antônio do Amparo (MG).

Reclamando de desassistência do governo federal, eles começaram a liberar a pista somente no final da manhã. O protesto foi na praça de pedágio do quilômetro 658 e causou congestionamento de sete quilômetros no sentido São Paulo e cinco no sentido Belo Horizonte no fim da manhã.

De acordo com a Arteris, concessionária da rodovia, todas as cabines do pedágio foram interditadas. Os manifestantes, em torno de cem pessoas, também reivindicavam a desapropriação das terras de uma usina localizada no município de Campo do Meio (MG).

Fogo. Em Minas Gerais também houve bloqueios nas rodovias BR116, 120, 251 e 365. O movimento do MST é nacional e cobra ainda agilidade na reforma agrária e também atingiu a BR153 em Frutal (MG) e a BR262 em Campo Florido (MG).

Na BR-251, em Francisco Sá, no norte do Estado, o trânsito também foi interrompido, assim como na BR116, em Frei Inocêncio, no Vale do Rio Doce. Na BR 120, na Zona da Mata, próximo ao quilômetro 669, o movimento pediu a sinalização da rodovia que corta um assentamento e que já causou as mortes de três assentados.

Na BR-365, no perímetro urbano de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro, os manifestantes queimaram pneus e a rodovia foi interditada a partir das 8h. Mas, ao contrário das demais, continuava com problemas ainda no período da tarde.


Tudo o que sabemos sobre:
MSTprotestosMinas Gerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.