Após protestos, deputados prometem dialogar com indígenas nesta 5ª

Manifestantes chamaram Cândido Vaccarezza (PT-SP) de "bandido" e chegaram a tentar invadir prédio anexo do Congresso

Mateus Coutinho e Ricardo Della Colleta, O Estado de S. Paulo

02 de outubro de 2013 | 19h20

Após um dia de protestos de indígenas em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, o presidente em exercício da Câmara, André Vargas (PT-PR)disse que um grupo de parlamentares deve se encontrar com as lideranças do movimento nesta quinta-feira, 3. O parlamentar se encontrou com um grupo indígena na noite desta quarta e recebeu mãos do cacique Raoni um documento com as reivindicações dos povos kayapós.

Os índios estão acampados no local e protestam contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, que passa para o Legislativo a incumbência de demarcação de terras indígenas. De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal, cerca de 200 manifestantes se reuniram em frente ao Legislativo na tarde desta quarta.

No ponto alto do protesto, os indígenas gritaram "ladrão" e "bandido" para o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP)enquanto ele seguia para a Câmara.O grupo chegou a tentar invadir a Câmara dos Deputados por um prédio anexo, mas sem sucesso. No momento da tentativa de invasão, o vidro da porta que dá acesso ao anexo foi quebrado.

Antes, os manifestantes chegaram a cercar o carro do parlamentar e questionaram se ele ouviria os índios.Mesmo com o deputado afirmando que iria ouvir os povos indígenas, o grupo que manifestava criticou ele. "Você vota com seu partido, seu partido vai votar o quê?", questionou um dos manifestantes, desafiando o político.

Diante dos episódios, André Vargas afirmou que o caminho para encontrar uma solução é o diálogo entre todos os poderes, mas avaliou que a análise da PEC 215 está inviabilizada. Na segunda-feira, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), suspendeu a criação da comissão especial que examinaria a proposta.

A expectativa é que nesta quinta-feira os indígenas entreguem uma lista com as prioridades de todas as etnias.

PEC 300. Em meio aos protestos de índios desta quarta, do outro lado do gramado central do Congresso, cerca de 100 policiais militares do Pará, segundo a PM do Distrito Federal, realizaram um protesto pela aprovação da PEC 300, que cria um piso nacional para os policiais militares.

Tudo o que sabemos sobre:
PEC 215indígenasCongresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.