Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Após problemas com telefone, senador ameaça convocar presidente da Anatel ao Congresso

Com dificuldades para realizar ligações interurbanas, Eunício Oliveira (PMDB-CE) não poupou críticas a integrante da agência reguladora e ameaçou convocar presidente do órgão para comissão de Defesa do Consumidor

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2015 | 15h46

Brasília - Indignado com as dificuldades encontradas para completar ligações interurbanas por meio do celular, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disparou no início desta tarde, de dentro do plenário, ligações para integrantes do Conselho Geral da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 


"Bechara, generalizou esse negócio. Hoje você só fala, por exemplo, de Tim para Tim, de Oi para Oi, de Vivo para Vivo. Se não estiver na operadora, não funciona. Não se completa a ligação e você ainda é mandado para um 0800", se queixou o líder do PMDB em ligação feita para Marcelo Bechara, integrante do conselho-geral da Anatel. A conversa pôde ser acompanhada pelo líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), sentado ao lado do peemedebista. 

"Não vou convidar, vou convocar o presidente da Anatel [João Batista de Rezende] na comissão de Defesa do Consumidor. O problema não é falta de sinal, é o descumprimento do que determina a lei. Telefone é privado, não é público", disparou Eunício após desligar. Em razão do tom, a conversa ao telefone e a que foi feita com Pimentel puderam ser acompanhadas da tribuna pela reportagem e funcionários presentes antes do início da sessão solene do Congresso Nacional, convocada para a cerimônia de promulgação da Emenda Constitucional do Orçamento Impositivo. 

Tudo o que sabemos sobre:
Eunicio OliveiraAnateltelefonia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.