Após postar foto falsa, deputado do PT diz que episódio servirá de 'lição'

José Guimarães (CE) afirma que recebeu imagem por aplicativo e ficou 'empolgado'

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2018 | 16h46

BRASÍLIA - Após divulgar uma foto “fake” no Twitter, o líder da minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), reconheceu o erro e disse nesta terça-feira, 23, que o episódio deve servir de “lição” sobre a necessidade de se checar a veracidade dos fatos para não espalhar notícias falsas pela internet.

Como mostrou o Estado nessa segunda-feira, 22, o deputado postou uma imagem antiga de um comboio de ônibus de sacoleiros na fronteira entre o Brasil e Paraguai e disse se tratar das “caravanas” que chegavam a Porto Alegre para acompanhar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para esta quarta-feira, 24.

Em uma nota de esclarecimento divulgada também pelo microblog, Guimarães disse que recebeu a imagem pelo WhatsApp e ficou tão “empolgado” que não checou a “veracidade” antes de divulgá-la em sua página pessoal. “Na era da informação é extremamente importante ter cuidado com o compartilhamento de notícias falsas”, afirmou.

O deputado também disse ter “um compromisso histórico com a verdade, até porque o Partido dos Trabalhadores e seus dirigentes são constantemente vítimas das chamadas ‘fakenews’”.

Assim que questionada pela reportagem sobre a veracidade da foto, a equipe do deputado retirou o post do ar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.