Após Operação Aletheia, manifestantes entram em confronto na frente da casa de Lula

Policiais e guardas municipais contiveram confusão em São Bernardo do Campo; 24ª fase da Lava Jato tem mandado de condução coercitiva de ex-presidente

Suzana Inhesta e Gustavo Porto, O Estado de S. Paulo

04 de março de 2016 | 08h33

Manifestantes pró e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram em confronto em frente ao prédio onde ele mora, em São Bernardo do Campo (SP) , na manhã desta sexta-feira, 4. O petista é um dos alvos da Operação Aletheia, deflagrada hoje pela Polícia Federal como 24ª etapa da Operação Lava Jato. A confusão foi apaziguada por policiais e guardas municipais.

A Operação Aletheia - nome que significa busca da verdade, em grego - cumpre mandados de busca e apreensão nos Estados de São Paulo, Rio e Bahia. Entre os endereços que são alvo da operação estão a casa de Lula, em São Bernardo do Campo, o Instituto Lula, no Ipiranga, zona sul da capital paulista, e a residência de Fabio Luiz Lula da Silva, o Lulinha.

São investigados crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros praticados por diversas pessoas no contexto do esquema criminoso revelado pela Lava Jato que envolve pagamento de propina por grandes empreiteiras em troca de obras na Petrobrás a partidos políticos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.