André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Após encontro com Lula, Temer prega união no Legislativo

Vice-presidente diz que propostas anticrise de Renan Calheiros devem se estender a todos os setores do País e que se encontrará em breve com deputados para debater o tema

GUSTAVO PORTO, O Estado de S. Paulo

12 de agosto de 2015 | 13h04

BRASÍLIA - O vice-presidente Michel Temer afirmou que a reunião feita por ele nesta quarta-feira, 12, no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência da República, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi positiva e tratou do pacto de combate à crise proposto pelo presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), à presidente Dilma Rousseff. De acordo com Temer, no encontro, do qual participaram senadores e ministros do PMDB e ainda o também ex-presidente José Sarney, foi abordada a extensão desse acordo para todo o Legislativo. "Temos de ter uma conjugação de todos os setores do Brasil e no próprio Legislativo", disse o vice-presidente, que afirmou também que, proximamente, terá uma reunião conjunta entre o Senado e a Câmara para debater o tema.

Temer disse que Lula achou positiva a declaração dada por ele na semana passada, quando alertou sobre a gravidade da crise. Segundo o vice-presidente, Lula também elogiou o plano apresentado por Renan. "Mais do que nunca, nós todos estamos atrás de um amplo entendimento. O Lula tem experiência e sensibilidade para detectar a necessidade urgente de congregação", afirmou.

Temer negou que o presidente do Congresso queira isolar a Câmara ao apresentar o plano de governabilidade, de agenda conjunta com o governo, independente da outra Casa legislativa. "(Renan) Jamais quis isolar o Senado em relação à Câmara e a sensação que eu tenho é que Câmara vai colaborar", disse.

Após o encontro, que durou quase três horas, o vice, e articulador político da administração federal, segue para um almoço com a bancada do PMDB na Câmara, na casa do chefe de gabinete da Secretaria de Relações Institucionais, o peemedebista Tadeu Filippelli. Na reunião entre os deputados, estará presente o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que confirmou a ida na manhã desta quarta.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaTemerPMDBagenda positiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.