Após desistência de Erundina, PSB libera PT para escolher vice de Haddad

Partido mantém apoio à pré-candidatura petista em São Paulo, mas não reivindicará vaga na chapa; deputada saiu após aliança com Maluf

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

19 Junho 2012 | 18h20

O presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, afirmou que o partido não vai mais reivindicar a vaga de vice na chapa de Fernando Haddad (PT) para a prefeitura de São Paulo após a deputada Luiz Erundina desistir da função. Campos disse que o PT está livre para escolher o vice.

 

“Comunicamos a Fernando Haddad e o Partido dos Trabalhadores para ficarem a vontade para compor com nome que mais somaria a disputa”, disse Campos.

 

Segundo ele, Erundina disse que trabalhará por Haddad, mas que depois do episódio do apoio de Paulo Maluf não teria mais como continuar na chapa por entender que essa situação geraria instabilidade para a candidatura. Segundo Campos, a deputada disse que mantém as declarações críticas à aliança do PT com Maluf. O presidente do PSB afirmou que a escolha será do PT, mas se o aliado quiser escolher alguém do PSB não haverá proibição. Campos afirmou que o PSB "acredita em Fernando Haddad de corpo e alma" e que manterá o apoio para elegê-lo.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2012 maluf haddad erundina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.