Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Após descartar coronavírus, Bolsonaro vai para o Planalto: 'Vida segue normal'

Na saída da residência oficial, o presidente conversou com apoiadores, mas não os cumprimentou e permaneceu distante da grade onde as pessoas estavam

Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2020 | 15h03

BRASÍLIA - Após ter testado negativo para coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 13, que a vida segue "normal", com problema para serem resolvidos.

“Vida segue normal, um grande desafio pela frente muitos problemas para serem resolvidos”, disse para apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Ele seguiu para o Palácio do Planalto, seu local de trabalho. Não constam compromissos na agenda dele.

Na saída da residência oficial, o presidente conversou com apoiadores, mas não os cumprimentou e permaneceu a alguns passos da grade onde as pessoas estavam. “Apesar do meu teste ter dado negativo, eu não vou apertar a mão de vocês”, declarou.

Bolsonaro indicou ainda que não estava preocupado com a suspeita de infecção pelo Covid-19. “Nunca tinha visto ali qualquer problema. Se bem que para a imprensa, que está ouvindo ali, se eu tivesse com o vírus ou não tivesse, não estaria sentindo nada”, afirmou.

Mais cedo, o presidente divulgou em suas redes sociais que os seus exames realizados no Laboratório Sabin e no Hospital das Forças Armadas (HFA) também “atestam negativo para o Covid-19”. A publicação incluía foto de momento em que o presidente deu uma banana para a imprensa.

Bolsonaro e toda a comitiva que viajou com ele para os Estados Unidos na semana passada precisou passar por exames médicos e ficar sob monitoramento após o secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten, ser diagnosticado com o novo coronavírus. Wajngarten estava entre as autoridades que acompanharam o presidente na viagem. 

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.