Após crise com Ordem, STJ dá posse a ministros

Primeira lista de nomes encaminhada pela OAB foi informalmente rejeitada pela corte

Felipe Recondo, de O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2011 | 23h00

BRASÍLIA - Três novos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foram empossados nesta segunda-feira, 13. Indicados nas vagas do tribunal destinadas à advocacia, Antônio Carlos Pereira, Ricardo Villas Bôas Cueva e Sebastião Alves dos Reis Júnior foram nomeados pela presidente Dilma Rousseff.

 

O preenchimento dessas vagas gerou uma crise com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A primeira lista encaminhada pelos advogados foi informalmente rejeitada pelos ministros do STJ. Eles argumentaram que os nomes escolhidos pela Ordem não teriam condições de compor o quadro da Casa.

 

Antônio Carlos Ferreira, de 54 anos, ocupará a vaga aberta do ministro Antônio de Pádua Ribeiro. Ele é bacharel em direito pela FMU e advogado de carreira da Caixa Econômica Federal.

 

Villas Bôas Cueva, 48 anos, é bacharel em direito pela USP e mestre em direito tributário pela Harvard Law School. Reis Júnior, 46 anos, é bacharel em Direito pela Universidade de Brasília e especialista em Direito Público pela PUC-MG.

Tudo o que sabemos sobre:
STJOABlistaadvogadoscrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.