Após bate-boca, CCJ aprova afastamento de senadores

Projeto prevê afastamento temporário da Mesa e de comissões de quem estiver respondendo a processo

ROSA COSTA, do Estadão,

03 de outubro de 2007 | 20h48

O senador Wellington Salgado (PMDB-MG) disse nesta quarta-feira, 3, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que a iniciativa de afastar de cargos da estrutura do Senado os denunciados por quebra de decoro "é um golpe, um manualzinho, uma cartilha feita para o momento". Ele acusou os colegas de estarem sendo pressionados pela imprensa e pela opinião pública, o que acabou provocando um bate-boca com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE).A CCJ acabou aprovando o substitutivo de Jarbas ao projeto que determina o afastamento temporário de presidentes da Mesa Diretora da Casa, das comissões permanentes e do Conselho de Ética que estiverem respondendo a processos sob acusação de quebra do decoro parlamentar. De acordo com o texto aprovado, caberá ao Conselho de Ética indicar um relator para decidir sobre a admissibilidade de denúncia contra um senador."O que se faz aqui é um absurdo, qualquer partido de aluguel vai poder tirar um presidente da comissão", alegou. Suplente do ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB-MG), Salgado só ganhou notoriedade como um dos integrantes da tropa de choque de Renan Calheiros (PMDB-AL), alvo de quatro acusações de quebra de decoro parlamentar - uma das quais, foi absolvido. Ao retrucar, mais na frente, o relator Jarbas Vasconcelos afirmou que não iria aceitar "uma lição de moral dada de forma inconseqüente e atabalhoada", afirmou. "Vim para o Senado para ser um senador e não para ser militante da tropa de choque de quem quer que seja", criticou. "No dia em que fizer coisas na contramão da opinião pública, isso me preocupará muito, mas para ele (Salgado) é balela". Ao se defender, Wellington Salgado atacou. "Eu detesto seu estilo, não gosto das palavras que usa dentro do Senado e contra o Senado", alegou. "Não gosto da maneira como Vossa Excelência trata o Senado, sempre procurando tirar proveito pessoal, desde a primeira vez que chegou aqui dizendo que o Senado tem mal cheiro. Vossa Excelência trouxe o mal cheiro para o Senado Federal, não era assim. Não gosto de seu estilo, usa bate e sai".

Tudo o que sabemos sobre:
RenanCCJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.