Após 10 dias, manifestantes deixam secretaria da Bahia

Dez dias após ocuparem as áreas interna e externa da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária da Bahia (Seagri), os cerca de 1.500 integrantes dos grupos Movimento de Trabalhadores Assentados, Acampados e Quilombolas (Ceta), Pastoral Rural e Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD) começaram a deixar, no fim da tarde de hoje, o local.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

19 de maio de 2011 | 19h44

Os manifestantes decidiram pelo fim da ocupação após uma série de reuniões dos líderes dos movimentos com representantes do governo, iniciada na tarde de ontem. Na manhã de ontem, parte dos manifestantes havia ocupado a entrada do prédio da governadoria, cobrando o agendamento dos encontros.

Participaram das reuniões os secretários de Agricultura, Eduardo Salles, de Relações Institucionais, Paulo Cezar Lisboa, e o governador Jaques Wagner (PT), com quem os manifestantes se encontraram na tarde de hoje. Da pauta de 40 reivindicações, os grupos conseguiram da administração pública a promessa de mais agilidade na identificação de áreas para reforma agrária e de melhorias nos assentamentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.