Apoio do PSB ao governo de SP é 'natural', diz Aécio

O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, afirmou ser "natural" que o PSB, de Eduardo Campos, indique o vice na chapa do governador Geraldo Alckmim à reeleição ao governo paulista. Perguntado sobre como explicaria a concorrência entre os partidos na disputa federal tendo o mesmo partido como aliado no palanque em São Paulo, o senador mineiro respondeu: "Eu não tenho que explicar. A minha caminhada é muito tranquila", disse, ao chegar à convenção nacional do partido Solidariedade.

RICARDO LEOPOLDO, Agência Estado

21 Junho 2014 | 14h17

"O PSDB tem um projeto para o Brasil que vai se contrapor ao modelo do PT que está aí. E em SP, temos um grande governador do PSDB que nos apoia e que nós apoiamos."

Para Aécio esta decisão do PSDB em São Paulo é coerente. "É natural. O PSB já vem participando do governo Alckmin há muito tempo. Não seria natural em função da disputa eleitoral haver uma ruptura", destacou. Ele mesmo citou que o partido de Eduardo Campos participa da administração tucana em Minas Gerais.

"O PSDB vai apresentar ao Brasil um projeto que vai substituir o aparelhamento da máquina pública, ineficiência, visão atrasada de mundo, transformar as principais marcas do governo do PT", destacou Aécio Neves. "E em São Paulo, vamos continuar a defender o que sempre acreditamos, um governo honrado, sério e eficiente, do governador Geraldo Alckmin."

"Eu estou extremamente honrado e feliz em ter em São Paulo o apoio integral do governador Geraldo Alckmin que será fundamental. Não muda nada", enfatizou Aécio. "Tenho imensa convicção que ele vencerá no primeiro turno. Quanto mais forte estiver o governador Geraldo Alckmin certamente estará mais forte a candidatura do seu partido à presidência da República."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.