Apesar de crise, venda de carros blindados aumenta em SP, diz 'NYT'

Reportagem comenta mercado de blindados no Brasil, impulsionado por corte nos impostos e medo da violência.

BBC Brasil, BBC

04 de maio de 2009 | 06h00

A venda de carros blindados continua crescendo no Brasil, apesar da recessão, segundo artigo publicado nesta segunda-feira pelo jornal americano New York Times.

A reportagem afirma que o crescimento econômico dos últimos anos, aliado ao corte nos impostos sobre venda de veículos e ao medo da violência, fazem de São Paulo a cidade com maior fabricação e venda de veículos blindados para uso civil no mundo.

O jornal diz que ao contrário do que ocorreu com vários bens de consumo como eletrodomésticos, a venda de carros aumentou.

De acordo com a reportagem, o preço da blindagem - que caiu para menos da metade, em uma década -, a estabilidade econômica e o financiamento de carros, tornaram os carros blindados acessíveis à classe média alta.

Se há dez anos as marcas mais procuradas para blindagem eram a Mercedes, Jeep Cherokee e BMW, agora carros da Toyota, Chevrolet e Volkswagen estão entre as cinco maiores, diz o NYT.

Segundo a Associação Brasileira de Blindagem, mais de 7 mil carros foram blindados no Brasil no ano passado, em comparação com 1.782 1há dez anos.

De acordo com a Abrablin, os números continuam a crescer em 2009, apesar de um primeiro trimestre com maus resultados econômicos.

O NYT afirma que, apesar de os índices de assassinatos e roubo de veículos terem caído em São Paulo, os paulistanos apontam a falta de segurança como principal razão para comprar um carro blindado.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.