Apesar da crise aérea, Marta vê motivo para comemorar

Apesar dos efeitos negativos da crise aérea sobre o setor turístico, a ministra do Turismo, Marta Suplicy, disse na quinta-feira, 5, que há motivos para comemorar. ?Estamos colocando em operação mais cinco vôos semanais da TAP, direto do Rio de Janeiro para Lisboa?, informou. ?Brasília vai ter também, pela primeira vez, essa rota direta para Lisboa. E vamos abrir mais três vôos internacionais em São Paulo. Acho que isso deve ser comemorado.?Marta disse que está sendo examinada a possibilidade de aumentar o número de vôos das companhias americanas no Brasil. ?Hoje, não é permitido, está no limite, mas já conversei sobre isso com o presidente Lula?, disse. ?A falta de vôos, que é um problema anterior à crise aérea, é que vem trazendo um estrangulamento para o turismo.?Segundo Marta, não há dados ainda para se medir os efeitos do apagão sobre o setor. ?Se as pessoas não estão voando, estão viajando mais de carro?, disse. ?A curto prazo o problema está equacionado e acho que em julho não haverá mais isto.? Ao ser questionada se o País estaria perdendo turistas de alta renda, reagiu: ?Não vamos desperdiçar turista nenhum: nem o de baixa nem o de média nem o de alta nem o de altíssima renda.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.