Apenas o Mais Médicos não resolve a Saúde, diz Uip

Após a cerimônia de posse no cargo de secretário estadual da Saúde do governo Geraldo Alckmin, o infectologista David Uip disse a jornalistas que o programa Mais Médicos, do governo federal, não irá solucionar os problemas da Saúde no País. "Não é isso que resolve a Saúde", disse. Segundo Uip, o médico sozinho não atingirá este objetivo, é preciso também valorizar os profissionais da saúde, investir e trabalhar na área.

BEATRIZ BULLA, Agência Estado

05 de setembro de 2013 | 13h45

Durante o discurso de posse, Uip comentou que ficava "inconformado" com políticas públicas marqueteiras. Questionado se o programa Mais Médicos se encaixa nessa descrição, respondeu: "Quanto ao Mais Médicos, torço para dar certo. A minha visão é que Saúde se faz trabalhando todos os dias, todas as horas, todos os minutos", completou.

Por fim, Uip disse que saúde não combina com política. "Toda vez que a política entra na agenda central da saúde, o povo perde". Segundo ele, em sua função como secretário da Saúde, o que irá fazer é discutir políticas públicas com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, de quem disse ser "grande amigo".

Mais conteúdo sobre:
UipposseMais Médicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.