Apartamento do ex-juiz Nicolau é vendido por US$ 835 mil

O governo brasileiro conseguiu vender o apartamento que o juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto tinha em Miami, nos Estados Unidos. De acordo com a Advocacia Geral da União (AGU), o imóvel foi vendido por US$ 835 mil (R$ 2,5 milhões) a uma pessoa que teve sua identidade e nacionalidade preservadas pelo governo. O apartamento e outros bens do ex-juiz estão bloqueados por decisão da Justiça.Nos próximos dias, um integrante da AGU viajará para Miami para formalizar os atos decorrentes da venda. A assessoria de comunicação da AGU informou que o governo recebeu de três a quatro propostas para a compra do apartamento. O imóvel foi vendido para a pessoa que fez a melhor proposta. Ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TST) de São Paulo, Nicolau dos Santos Neto foi condenado em junho a oito anos de prisão, em regime semi-aberto, após ter sido acusado de crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência. O fato que desencadeou o processo foi o desvio de R$ 196,7 milhões da obra do Fórum Trabalhista de São Paulo. Em sua decisão, o juiz da 1ª Vara Criminal Federal, Casem Mazloum, impôs ao ex-juiz a pena de perda de bens móveis e imóveis em favor da União - o apartamento em Miami, uma casa no Guarujá e US$ 3,8 milhões depositados na Suíça. Há um ano, o governo brasileiro conseguiu sua primeira vitória para reaver os recursos desviados da obra. A Justiça norte-americana deu ao governo a posse do apartamento de Nicolau em Miami, avaliado na época por US$ 1 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.