Apagão paralisa maior Tribunal Regional Federal do País

Técnicos ainda não descobriram causas da pane que afetou rede de informática de todo o prédio situado em SP

Fausto Macedo, O Estado de S. Paulo

06 de março de 2013 | 20h43

SÃO PAULO - "Problemas elétricos" paralisaram o Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3), com jurisdição em São Paulo e Mato Grosso do Sul. Desde terça feira, 5, está sem atividade a maior corte regional federal do País, com 40 desembargadores e 500 mil processos criminais, previdenciários e cíveis.

Os técnicos do tribunal ainda não descobriram as causas da pane que afetou diretamente toda a rede de informática do arranha céu de 24 andares encravado em plena Avenida Paulista.

Nesta quarta feira, 6, a desembargadora Salete Nascimento, presidente em exercício do TRF3, decretou a suspensão do expediente forense e administrativo na Justiça Federal da 3ª Região, incluindo o próprio tribunal e todas as seções judiciárias de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A versão para o entrave é que teria havido sobrecarga da rede de energia na região da Paulista, o que afetou o fornecimento na torre Sul do edifício sede do TRF3, onde fica o servidor. Em nota, o TRF3 atribui a "problemas elétricos" o apagão na corte federal.

Os prazos processuais foram suspensos e prorrogados para esta quinta feira, 7, desde que o sistema seja resgatado.

Por ordem da desembargadora Salete Nascimento, "somente ações, procedimentos e medidas de urgência destinadas a evitar o perecimento de direito, assegurar a liberdade de locomoção serão analisadas pela Justiça em plantão judiciário".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.