Apagão e corrupção levam manifestantes a Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal interditou a Esplanada dos Ministérios esta manhã para a marcha "Uma Luz para o Brasil", manifestação promovida pelos partidos de oposição contra o apagão e a corrupção. Segundo informações do coordenador de Planejamento e Operações da Secretaria de Segurança Pública do DF, coronel Carlos Lopes, foram mobilizados 4.500 policiais militares e 700 agentes da Polícia Civil. A interdição na Esplanada se estenderá até as 17 horas "até a saída do último manifestante", afirmou o coronel Lopes. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 50 mil manifestantes em frente ao Congresso Nacional. Estão sendo aguardadas as presenças do presidente de honra do PT, Luís Inácio Lula da Silva, da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, do presidente do PDT, Leonel Brizola, e dos presidenciáveis Anthony Garotinho e Ciro Gomes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.