Ao ser diplomado, Tiririca é ovacionado na Assembleia Legislativa

Tiririca recebeu do presidente do TRE, desembargador Walter de Almeida Guilherme, o diploma, ergueu o certificado e cumprimentou os demais diplomados

Daiene Cardoso e Gustavo Uribe, da Agência Estado ,

17 Dezembro 2010 | 11h45

SÃO PAULO - O deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca, foi diplomado na manhã desta sexta-feira, 17, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), ovacionado pela plateia. Eleito com o maior número de votos no País, Tiririca foi o primeiro a receber o diploma. Assim como ele, novatos como a deputada estadual eleita Leci Brandão (PC do B) e os federais eleitos Protógenes Queiroz (PC do B) e Bruna Furlan (PSDB) foram alguns dos mais aplaudidos na cerimônia.

 

Pouco antes de chegar na Alesp, o deputado disse que estava estudando a Constituição Federal   Foto: Marcio Fernandes/AE

 

Tiririca recebeu do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Walter de Almeida Guilherme, o diploma, ergueu o certificado e cumprimentou os demais diplomados, entre eles o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB). Tiririca deixou a mesa de diplomação exibindo o diploma à plateia. Ele foi mais aplaudido que veteranos federais como Aldo Rebelo (PC do B), Ricardo Berzoini (PT), Vicente Paulo da Silva (PT), Roberto Freire (PPS) e Mendes Thame (PSDB).

 

Muito aplaudido, Protógenes pegou o diploma sob os gritos "Prende o Maluf!". O deputado federal reeleito Paulo Maluf (PP) também recebeu aplausos, mas ouviu também vaias dos convidados. Entre os apoiadores, o ex-prefeito de São Paulo ouviu frases como "É dor de cotovelo" e "Maluf, eu te amo". Ele foi absolvido esta semana no caso Frangogate, pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), por 3 votos a 2. Com a decisão, a candidatura foi assegurada.

 

Estudos

 

Pouco antes do evento, quando ainda chegava à Assembleia, o deputado afirmou que passou a estudar a Constituição Federal e não escondeu ansiedade para assumir o cargo. Tiririca disse que espera que esta seja a primeira diplomação de "muitas que virão".

 

Tiririca disse também que possui propostas que beneficiem a classe artística, antecipando que seu mandato dará enfoque às áreas de educação e cultura. "Tenho algumas ideias sobre direitos para os artistas circenses e para os ciganos, aos artistas em geral", disse. Ele voltou a repetir que se elegeu em um "bom momento" em razão do reajuste salarial dos parlamentares sacionado no começo desta semana.

Mais conteúdo sobre:
Tiririca diplomação Assembleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.