Ao lado de Vilela, Serra circula pelas ruas de Maceió

O ex-governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, passou a sexta-feira em Maceió ao lado do governador tucano Teotônio Vilela Filho, pré-candidato à reeleição no Estado.

RICARDO RODRIGUES, Agência Estado

16 de abril de 2010 | 17h33

Após visitar uma fábrica de refrigerantes na periferia da cidade, Serra fez corpo-a-corpo com os alagoanos em shoppings da cidade. Entre abraços em crianças, fotos com jovens e apertos de mão, o tucano evitou comentar sobre o avanço dos conflitos agrários no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do crescimento da pré-candidata Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de intenção de voto. Serra disse que estava contente com a receptividade em Alagoas e prometeu ajudar o Estado caso seja eleito.

O ex-governador disse compreender as dificuldades encontradas pelo presidente Lula no governo e por mais que o petista tenha feito, muita coisa ainda ficaria por fazer. "Não posso deixar de reconhecer que houve avanços no governo do presidente Lula, mas é preciso avançar ainda mais nas políticas sociais", reforçou Serra.

Serra também reconheceu que, apesar das divergências partidárias, São Paulo nunca foi discriminado pelo governo federal. "Fui governador de oposição e nem por isso recebi tratamento discriminativo do governo Lula", afirmou Serra, destacando a participação federal nas obras do Rodoanel em São Paulo.

Na visita a Maceió, Serra almoçou num shopping e depois circulou pelo calçadão do comércio no centro da cidade. O tucano retorna a São Paulo ainda hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.