Ao lado de Roseana Sarney, Lula condena as oligarquias

Ao lado da senadora e ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PFL), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou hoje as oligarquias que dominaram o País nos últimos anos e rebateu indiretamente as críticas feitas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao seu governo, na última segunda-feira. "A fome causada pela seca é por falta de vergonha dos governantes deste País", afirmou Lula, em discurso durante visita a Balsas, no interior do Maranhão, região que está se desenvolvendo graças à cultura de soja. "Agradeço a oportunidade de conhecer uma região do País, que se dependesse de governos, não estaria desenvolvida", disse o presidente. Em seguida, tentou amenizar, lembrando que o governador do Estado, José Reinaldo Tavares (PFL), fez estradas que são importantes para o estado. "Uma região para desenvolver tem de ter estrada, ferrovia, energia, escola, escola técnica, Embrapa, se não, não vai para a frente", afirmou ele, que passou a fazer a críticas a Fernando Henrique, sem citá-lo nominalmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.