Ao criticar imprensa, Lula se contradiz com passado, afirma Marina

Candidata do PV lembrou que o presidente sempre defendeu a liberdade de expressão

Roldão Arruda, de O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2010 | 18h18

SÃO PAULO - A candidata do PV à Presidência, senadora Marina Silva, disse nesta quarta-feira, 22, que as recentes críticas à imprensa feitas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva são contraditórias com o seu passado, especialmente com o período de construção do PT. "A crítica que ele fez é contraditória com toda sua trajetória e nossa trajetória dentro do PT", disse Marina, lembrando que fez parte do partido do presidente durante quase trinta anos. "Ele sempre defendeu a liberdade de imprensa."

 

Marina também disse que considera fundamental a cobertura das eleições pela imprensa. "Não vejo como os meios de comunicação possam ter um papel secundário num momento importante como esse", afirmou, destacando que as informações veiculadas pelos meios de comunicação ajudam o eleitor a fazer suas escolas. "Acredito e defendo a liberdade de expressão. É isso que constitui a democracia. É isso que faz com que o processo eleitoral possa acontecer sem que a população dê uma espécie de cheque em branco a esse ou aquele candidato."

 

Marina, cuja candidatura vem experimentando um crescimento consistente na preferência do eleitorado, segundo as pesquisas eleitorais mais recentes, também defendeu que a imprensa faça uma cobertura e isenta equitativa dos candidatos. "Ao trabalhar dessa forma, a imprensa estará cumprindo seu papel". Afirmou.

 

Marina passou a tarde reunida com o alto comando da campanha, avaliando os resultados das pesquisas e planejando os próximos passos. Ela explicou, em entrevista coletiva, que um dos objetivos do encontro, realizado no estúdio onde faz a gravação de seus programas, na Lapa, foi evitar deslocamentos de automóvel, em respeito ao Dia Mundial sem Carro. O candidato do PV ao governo de São Paulo, Fábio Feldman, se deslocou de ônibus até o estúdio, na Lapa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.