Anvisa suspende medicamentos por não cumprirem exigências

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, nesta segunda-feira, a interdição cautelar, em todo o território nacional do medicamento Dipirona Sódica, 500 mg/ml, solução oral, lote nº 020804, da empresa Medquímica. A empresa foi autuada por não cumprir as exigências sanitárias em relação ao produto, fabricado em maio desse ano e com validade até maio do ano que vem. Pelo laudo, o problema verificado foi o parâmetro insatisfatório quanto ao teor de Dipirona, abaixo da especificação. O lote está suspenso do mercado até a conclusão da investigação.A Anvisa também estabeleceu a apreensão dos produtos Creme para rachaduras R, fabricada pela empresa Paizant´s Comércio e Indústria de Cosméticos Ltda, por não dispor de registro na Agência, e do lote 03400554-A da Solução Injetável de Cloreto de Sódio 0,9%, 250 ml, fabricado em maio do ano passado e válido até maio de 2006. O desvio de qualidade deste último - atestado após a detecção de partículas em suspensão na solução - motivou a medida publicada nesta segunda no Diário Oficial da União.O recolhimento dos produtos indicados é de responsabilidade dos fabricantes. Empresas, distribuidores e estabelecimentos que desrespeitarem a determinação estão sujeitos a notificações e multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. Cabe às vigilâncias sanitárias locais a fiscalização do cumprimento da determinação. As informações são da Agência Saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.