Anvisa quer substituir álcool líquido por gel

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abriu consulta pública propondo a proibição do álcool etílico líquido. A proposta é que o produto seja vendido sob a forma de gel. O produto líquido só poderia ser vendido nas farmácias e em frascos de 50 mililitros. O objetivo é reduzir os acidentes domésticos, principalmente os que envolvem as crianças. No ano passado, o País registrou 7.896 casos de queimaduras em crianças até 4 anos - 20% deles foram provocados por álcool.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.