Anvisa proíbe venda de loção capilar Semi de Lino

A loção capilar Semi de Lino Cabelo e Brilho Loção Reestruturante ?Proteção Intensiva será retirada do mercado porque não tem registro no Ministério da Saúde. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que comunicou a apreensão do produto, as ampolas com 5 ml da loção são fabricadas pela Magnos´s Industrial Cosméticos, de Itaquaquecetuba (Grande SP).Além da falta de registro, a empresa informa na embalagem um número de autorização de funcionamento que na verdade pertence à Indústria e Comércio Cosméticos Magilena. Essa empresa tem todos os seus registros vencidos e não possui nenhum produto de nome Semi de Lino registrado, informa a Anvisa.Segundo a Anvisa, a empresa deve providenciar o recolhimento do produto dos postos de venda. Até que seja feito o recolhimento, o varejo deve lacrar as caixas da loção e deixá-las no estoque, aguardando a retirada, que deverá ser feita por um representante da indústria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.