Anvisa manda recolher produtos de limpeza

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta sexta-feira a interdição de dois lotes de amaciantes de roupas e outro de sabão de côco líquido, por não estarem em conformidade com os efeitos prometidos registrados na rotulagem. O Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), que examinou os lotes, constatou desvio de qualidade. A determinação da Anvisa começou a vigorar nesta sexta-feira. Os produtos que devem ser retirados do mercado são o amaciante Conforto Soft JD (lote 11), fabricado por J. Dias Indústria Química, o amaciante Sonho Mágico Brilux (lote 138), da Indústrias Reunidas Raymundo da Fonte, e o sabão líquido Brancôco Mundus (lote 19/- 04), da Sul Max Industrial. A fiscalização faz parte do Programa de Monitoramento de Produtos Saneantes. As vigilâncias sanitárias estaduais e municipais estão atentas ao cumprimento da determinação e punirão os estabelecimentos que venderem ou utilizarem os produtos. A Lei nº 6.437/77 prevê punições que vão de notificação a multas de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.