Anvisa libera anticoncepcional genérico

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta segunda-feira, 5, a fabricação de anticoncepcionais orais genéricos, autorizando os fabricantes a solicitar o registro, informa o site da agência. A Anvisa não liberava a produção do genérico do contraceptivo oral porque, segundo o órgão, não havia anteriormente tecnologia suficiente para garantir uma cópia fiel do produto de referência. Os anticoncepcionais genéricos injetáveis já eram permitidos. A nova resolução, que atualiza o Regulamento Técnico para Medicamentos Genéricos, também autoriza a produção de genéricos de hormônios endógenos, usados em tratamentos de reposição hormonal, e de imunossupressores, usados para evitar a rejeição em casos de transplante de órgãos, por exemplo. Atualmente, existem 2.084 medicamentos genéricos registrados na Anvisa. A maior parte é registrada para o tratamento de infecção, dor, inflamação e problemas cardiovasculares. A autorização do anticoncepcional oral genérico coincide com a semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. A resolução entra em vigor em 90 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.