Anulada cassação da candidatura do prefeito de Jundiaí

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) paulista reformou ontem quatro decisões de primeiro grau e retirou as cassações das candidaturas do prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad, e do seu vice, Luiz Fernando Machado, ambos do PSDB. Eles haviam sido cassados em oito processos, dos quais cinco acabaram revisados. Os outros três ainda serão julgados.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

24 de abril de 2009 | 16h55

O primeiro caso referia-se ao suposto oferecimento de dinheiro e de lanches para que eleitores participassem de uma pesquisa para a campanha eleitoral. Noutro, Haddad e Machado eram acusados de promoverem eventos nos quais seriam servidos jantares aos convidados. Nesse processo, além deles, perderiam os cargos o vereador José Galvão Braga Campos e o seu suplente, Marcelo Canale.

Os outros dois processos tratavam da distribuição do jornal Notícias de Jundiaí com panfletos do partido e do suposto abuso de poder e captação ilícita de sufrágio, por conta da convocação de vigilantes para uma reunião na qual seriam entregues credenciais para o exercício da profissão. Em todo os casos, por unanimidade, os juízes entenderam que as provas eram insuficientes para comprovar as denúncias. As informações são do TRE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.