Ano de 2007 foi um dos mais seguros para voar em décadas

O ano de 2007 foi um dos mais segurospara voar em mais de quatro décadas, com apenas 136 acidentesgraves registrados ao redor do mundo, informou nestaterça-feira a agência de registro de acidentes aéreos. o grupo privado, que documenta acidentes em todo mundo,afirmou que 965 pessoas morreram no ano passado em acidentesenvolvendo aeronaves grandes o suficiente para carregar aomenos seis passageiros mais a tripulação. O número é 25 porcento menor do que o de 2006, e a menor taxa registrada desde2004. O número total de acidentes que causaram danos severos paraas aeronaves, 136, foi o menor apurado desde 1963, o que fez de2007 "um dos anos mais seguros desde a metade do último século"para a aviação civil, afirmou a agência, com base em Genebra,em seu comunicado. O maior acidente do ano passado ocorreu em 17 de julho,envolvendo um airbus 320 da TAM em São Paulo, seguido peloacidente de 5 de maio da Kenya Airlines. Foram registrados 34 acidentes nos Estados Unidos, dez noCanadá, oito na República Democrática do Congo, cinco naColômbia e cinco na Indonésia ao longo de 2006. A agência nãomonitora acidentes menores ou eventos envolvendo helicópteros,jatos pequenos ou aeronaves militares. (Reportagem de Laura MacInnis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.