ANJ repudia prisão de repórter

A Associação Nacional de Jornais repudiou ontem em nota a prisão arbitrária do repórter fotográfico Nelson Batista, do jornal O Tempo Betim. Batista recebeu voz de prisão de policial civil, dentro do IML de Betim, quando apurava denúncia de que no local havia corpos em avançado estado de decomposição, porque as geladeiras estavam danificadas - o que ficou comprovado. Para a ANJ, houve "cerceamento do direito do livre exercício da profissão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.