ANJ reage a decisão de juiz de censurar jornal

A Associação Nacional de Jornais condenou em nota a decisão do juiz Márcio Reinaldo Miranda Braga de proibir A Tarde de divulgar matérias sobre sindicância de suposta venda de sentenças envolvendo o desembargador Rubem Peregrino Cunha. Pela liminar, o jornal não pode noticiar "quaisquer notícias que causem lesão à imagem e à honra" de Cunha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.